Autoestima, Empoderamento Feminino, Fast fashion, Moda

C&A falha em sua campanha de marketing e representatividade com as gordas

Por Simone Fiúza

Acordei com o bafo já rolando na internet e não poderia deixar de opinar sobre essa questão, já que faz 11 anos que me aceito como gorda, modelo e defendo a causa de mulheres acima do peso, gordas, plus size, cheinhas, como vocês queiram chamar.

Vale dizer que gosto muito da C&A, incluindo estilo, preço e tudo mais. Hoje visto manequim 50, mas já vesti 44/46 nessa época sim eu conseguia garimpar algumas peças na loja de departamento, mas depois que engordei e passei do 48 continuo frequentando a loja pra ver se consigo achar algum misero look, afinal os preços são super em conta e temos peças bem legais, mas todas as minhas visitas tem sido frustantes. Voltando a pauta…rs

Digo também que a C&A tem apostado muito na diversidade e inovação, isso inclui a campanha de dia dos namorados e dia dos pais, muitas pessoas sentiram-se representadas, isto é fato. Acredito que pegaram o bonde e disseram: Vamos incluir gordas, para elas se sintam representadas, mesmo não vendendo roupa para elas! rsrs

O slogan da campanha é ‘SOU GORDA E SEXY” entre na mistura, até a gorda ser sexy concordo em gênero, número e grau! Mas como vou entrar na mistura se na C&A não tem roupas que sirvam no meu corpo gordo?

A modelo da campanha á a curve model Maria Luiza, que sem dúvidas é linda, maravilhosa, corpo esguio, barriga sequinha, olhos incríveis, pernas finas, 1,75 de altura e deve vestir no máximo 44/46, uma das modelos mais requisitadas do momento. Mas tudo isso não a torna gorda, ela é uma modelo com curvas, mas a culpa não é dela óbvio, foi paga para fazer um trabalho e como toda profissional foi lá e arrasou. Quem errou e errou feio foi a agência responsável por essa publicidade. Queridos as gordas de verdade não se sentiram representadas, se vocês dissessem curve model, mulher real, mulher de verdade, mulheres ou até plus size o negócio seria diferente, toda gorda é plus size, mas nem toda plus size é gorda deu pra entender?

14191902_1465648323462142_4142489122512247112_n

Tenho quase que certeza que a modelo em questão nunca teve problemas para encontrar roupas para o seu tamanho em lojas de departamento, agora gorda como nós manequim 48, 50 se bobear nem encontramos meias rsrs

Uma coisa o mercado tem que aprender, representatividade é algo que nós modelos e blogueiras lutamos há anos por isso, mulheres, adolescentes e crianças morrem diariamente com transtornos alimentares, buscam incansavelmente se enquadrar no que a mídia prega, a magreza e mais uma vez giramos lâmpada na questão da ditadura da magreza, quando acho que estamos caminhando para o alto e avante estamos regredindo e muito. 

Mais uma marca que só quer ganhar espaço na mídia, enganar o público criando uma campanha e falando sobre representatividade, sendo que não vende roupa para essa fatia do mercado é no mínimo fail, bola fora total!

Ainda bem que temos grandes varejistas como Pernambucanas, Riachuelo, Renner que sim pensam nas gordas, porque se dependermos da C&A.. tsc tsc

C&A você não me representa, espero que acertem em uma próxima campanha, ou pelo menos invistam nesse mercado já que dizem que nos representam e não só aproveitar a onda do momento para ter visibilidade!  =)

Bjokas e se amem!!

 

Você também pode gostar de:

Compartilhe essa postagem
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •